Marca-Nariz-de-Cogumelo_preta.png

REALIZAÇÃO:

APOIO CULTURAL:

Espetáculos

CABARÉ SHOW DE CALOURAS (BA)

Direção: Nariz de Cogumelo

Elenco: Artistas convidadas

Um espetáculo de variedades que dialoga o humor da palhaçaria com a estética dos shows de calouros famosos nos anos 80. Em uma celebração do erro e do ridículo, o Nariz de Cogumelo convida um elenco de artistas para mostrar o seu talento e assim arrancar risos da plateia. Sua primeira apresentação foi realizada em 2010 no pátio do Museu de Arte Moderna da Bahia, durante o primeiro Grande Hein?ComTraço, em sua versão original como Show de Calouros. Em 2018, o espetáculo conta com um elenco prioritariamente feminino e abrirá algumas vagas para inscrição de números especialmente protagonizados por mulheres.

Teatro SESI (Rio Vermelho), Sexta 21/09, às 20h

Classificação: 12 anos // A chapéu

PICADEIRO ANDANTE (BA)

 Com palhaçxs, circenses e artistas de rua

O Picadeiro Andante é uma intervenção poético-cômica, idealizada pelo palhaço Tiziu (João Lima), que tem como inspiração as paradas que os circos de antigamente faziam para divulgar seu espetáculo quando chegavam à cidade. O cortejo acontece com palhaçxs, circenses e artistas invadindo a rua ao som de uma banda animada. Se você é artista (seja mulher, homem, cis, trans...) junte-se a nós para celebrar a resistência da arte feminina! Se você é plateia, chegue mais pra acompanhar esse Picadeiro Andante e emendar com o Cabaré Belas, Arretadas e Fora da Casinha!

Largo Campo Grande, Sábado 22/09, às 16h                                                                                            Classificação: Livre // Gratuito 

CABARÉ BELAS, ARRETADAS E FORA DA CASINHA (BA)

Com o Coletivo Fora da Casinha

O cabaré exclusivamente feminino “Belas, Arretadas e Fora da Casinha” foi criado em 2017 em um formato de espetáculo de rua com várias linguagens cênicas (dança, teatro, manipulação de objetos, drag queen, performances, globoflexia, pirofagia, mágica, dublagem, malabares e habilidades circenses) costuradas pela comicidade da palhaçaria, E com o objetivo de ocupar espaços públicos da cidade de Salvador através da atuação, incentivo e mobilização da arte de rua feita por mulheres. Hoje o espetáculo é desenvolvido pelo Coletivo Fora da Casinha, que reúne artistas, grupos e profissionais femininas de diversas vertentes da cidade de Salvador/BA.

Largo Campo Grande, Sábado 22/09, às 18h

Classificação: Livre // A chapéu

CONFABULAÇÕES (BA) - Extensão #primaveradaspalhaças

Com a Cia Buffa de Teatro

Encenação, preparação das atrizes, dramaturgia: Joice Aglae

Elenco: Andréa Rabelo, Diana Ramos, Leila Kíssia e Simone de Araújo

Em algum lugar-tempo, quatro Bufonas – Da Banguela, Tumor, Gastura e Bucerreia Damônia - confabulam. Trazem as três Moiras/Parcas a conversar com a Mulher sobre Mitos e Deusas. Provocam reflexões acerca das violências sofridas por esta ao longo da história, ao longo dos fios do destino que compõem a Humanidade. As Bufonas revelam as deusas Kali e Baubo, que estão no cerne da força da Mulher, e a convocam a seguir por um caminho de transformação de si mesma. Uma Mulher que transforma a sociedade e toma em suas mãos as rédeas e redes de seu destino.

Espaço Xisto Bahia (Barris), Sábado 22/09, às 20h

Classificação: 16 anos // R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

É DAS PALHAÇAS QUE ELES GOSTAM MAIS (BA)

Com o Nariz de Cogumelo

De maneira bem humorada, quatro palhaças vestidas apenas com toalhas entram em cena e convidam Eles, os espectadores, a “descobrirem” das formas mais inusitadas o universo das mulheres-palhaças e o que as torna tão especiais.  Números clássicos de circo e arte de rua ganham um novo olhar com a ousadia debochada e a feminilidade irresistível das palhaças, que mostram ao público por que, afinal, é delas que eles gostam mais!

Largo do Campo Grande, Domingo 23/09, às 16h

Classificação: Livre // A chapéu

O NÃO-LUGAR DE ÁGADA TCHAINIK (SP)

Com o LUME Teatro

Direção: Sue Morrison (Canadá)

Elenco: Naomi Silman (SP)

Presa entre desastres, onde a sobrevivência é tudo, e cada próximo passo é uma decisão agonizante a ser – ou não ser – tomada, Ágada Tchainik aparece, convidando o público a segui-la, junto com seus “companheiros de estimação”, em sua viagem. Compulsiva, à beira de um ataque de nervos, com sua fala errante, ela torna o público seu grande parceiro, com quem interage, ora convocando sua ajuda, ora implicando com algum espectador, ora provocando, rindo, brigando. Conforme ela caminha por sua própria mente confusa, passeando por assuntos diversos, que vão desde lavar pratos até problemas diplomáticos, o drama de sua alma, ridícula e dolorosamente, se revela. O espetáculo estreou em julho de 2004, dirigido pela canadense Sue Morrison, diretora artística do Theatre Resource Centre em Toronto e conhecida mundialmente por seu método de trabalho “O Clown Através da Máscara”, que mescla a tradição do clown sagrado das tribos indígenas norte-americanas com a do clown europeu.

Espaço Cultural Barroquinha, Quarta e quinta - 26 e 27/09. às 18h

Classificação: 12 anos // A chapéu

CABARÉ DAS MULÉ (BA/SP)

Direção: Nariz de Cogumelo

Elenco: Andrea Macera (SP), Naomi Silman (SP), Nariz de Cogumelo e artistas convidadas

Um varal de calcinhas, uma banda e um elenco de mulheres ousadas, irreverentes e, claro, divertidas. Nada escapa dessas palhaças, nem os assuntos mais polêmicos! Criado em 2015 para abrir a programação do 4º Grande Hein?ComTraço de Palhaço, o Cabaré das Mulé teve uma estreia de grande sucesso, com um teatro lotado para assistir cenas cômicas sobre o universo feminino. No elenco estarão convidadas locais e nacionais para compor um espetáculo totalmente musical, interativo e, por que não, irresistível!

Teatro SESI (Rio Vermelho), Sexta 28/09, às 20h

Classificação: 12 anos // A chapéu

SOBRE TOMATES, TAMANCOS E TESOURAS (SP)

Com o Teatro da Mafalda

Direção: Rhena de Faria

Elenco: Andréa Macera (SP)

Sobre Tomates, Tamancos e Tesouras conta a história de Mafalda Mafalda(sim, o nome é duplo mesmo!), uma artista de cabaré banida pelo seu público após uma apresentação mal sucedida com uma tal “platéia do lado de lá”. O espectador do espetáculo, considerado “o público do lado de cá”, por meio de flashbacks reais e também pelo depoimento de nossa protagonista tem acesso a uma realidade deturpada dos fatos, porém, o espectador logo acaba por saber que algo mais se grave se passou na fatídica apresentação. Algo que envolve o uso de uma tesoura, de tomates e de um pesadíssimo tamanco do Dr. Scholl, acabando por constituir um assombroso caso de polícia. Sabemos que Mafalda perdeu a simpatia de seu público anterior. E obviamente não vai querer que o mesmo ocorra com sua nova platéia. Portanto ela vai se servir de todos os artifícios para convencer o público e também um taciturno inspetor de polícia de que ela é inocente e só estava realizando o seu trabalho.

Teatro SESI (Rio Vermelho), Sábado - 29/09 - 20h | Domingo - 30/09 - 19h

Classificação: 14 anos // A chapéu

A MARÉ DO AMOR SEM FIM (BA)

Com o Nariz de Cogumelo

Eram três as irmãs: Madalena, Carminha e Teresa. Madalena tem medo de sair de casa. Carminha é apaixonada por José, que ama Teresa, que espera por Antônio que nunca volta. Entre flores, amores e risos, "A maré do amor sem fim" une comédia, drama e romance em um sensível e tocante espetáculo. Baseada em "Cordel do amor sem fim", da dramaturga baiana Cláudia Barral, a montagem estreou em novembro de 2014 na cidade de Salvador e propõe o encontro entre a poesia da obra original e a linguagem da palhaçaria de rua.

Largo do Campo Grande, Domingo 30/09, às 16h

Classificação: a partir dos 5 anos // A chapéu

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA É AMOR (BA) - Extensão #primaveradaspalhaças

Com Felícia de Castro

Direção: Alexandre Casali

Elenco: Felícia de Castro 

Instalação. Um grande ritual para o (re)nascimento. Um encontro tragicômico. Dança. Teatro. Performance. Palhaçaria. Ativismo sensorial político. Feminaria. Mitologia. O acontecimento cênico Tudo Que Você Precisa é Amor, que fica em cartaz de 27 a 30/09, é uma criação da artista Felícia de Castro, fruto de 20 anos em pesquisas e experiências no campo das artes cênicas. Ancorada na palhaçaria e em sua função sagrada do riso, a obra traz como norte dramatúrgico o ensinamento budista que aborda a busca incessante do ser humano por satisfação e a possibilidade da felicidade ser encontrada dentro de si.

Sala do Coro do TCA (Campo Grande), Domingo 30/09, às 20h

Classificação: 12 anos // R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now